Mapeamento do Surgimento da Temática Corrupção na Área de Governança Corporativa: Uma Revisão Bibliométrica da Literatura

Autores

  • Anderson Antônio Lima Faculdade de Tecnologia de São Paulo e Centro Universitário Senac
  • Thiago de Luca Santana Ribeiro Faculdade de Tecnologia de São Paulo - Bragança Paulista

DOI:

https://doi.org/10.21434/IberoamericanJCG.v11i00.143

Palavras-chave:

Corrupção, Governança Corporativa, Bibliometria

Resumo

Objetivo: Apesar da evidente importância teórica da governança corporativa como mecanismo de controle de práticas de corrupção, até onde sabemos não há artigos revisionais que relacionam estas temáticas. Neste sentido, o objetivo deste artigo é mapear o surgimento e a evolução da temática corrupção na área de governança corporativa e apresentar o estado da arte e as tendências de estudos futuros sobre estas temáticas.

Métodos:  Este artigo é uma revisão bibliométrica, trata-se de um método de análise estatística que fornece uma compreensão quantitativa da literatura acadêmica sobre um determinado campo científico. As técnicas bibliométricas utilizadas são a análise de cocitação e análise de pareamento bibliográfico. Ou seja, buscou-se compreender as raízes teóricas e identificar as fronteiras do conhecimento.

Resultados: Na análise de cocitação foram identificados 4 clusters teóricos (bases teóricas) e no pareamento 6 clusters teóricos (fronteiras do conhecimento). Percebe-se pelos mapeamentos gráficos que as pesquisas atuais (fronteiras) possuem mais congruência entre os diferentes temas, enquanto as pesquisas que formam as bases teóricas são mais idiossincráticas.  

Originalidade/Relevância: Até onde sabemos, este é um dos primeiros artigos a estocar o conhecimento sobre corrupção na área de governança corporativa e clusterizar em bases e fronteiras teóricas.

Contribuições teóricas/metodológicas: A análise de pareamento identificou como principais temas em voga: Divulgação de relatórios de sustentabilidade; Teorias Institucional; Conexões políticas; Mecanismos de Controle de Governança Corporativa; Cultura nacional; Investimentos estrangeiros; Desempenho organizacional; Papel financeiro; Fatores determinantes de suborno; e papel das agências nacionais e internacionais de regulações.

Biografia do Autor

Anderson Antônio Lima, Faculdade de Tecnologia de São Paulo e Centro Universitário Senac

Doutor em Administração de Empresas pela Uninove (2023), Mestre em Administração pela Universidade Paulista (2018). Bacharel em Administração de Empresas pelo Centro Universitário Eniac (2014), Tecnólogo em Processos Gerenciais pelo Centro Universitário Eniac (2013) e MBA em Gestão Estratégia de Pessoas pela Universidade Brás Cubas (2016). Atualmente é professor de ensino superior - FATEC - FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SÃO PAULO e do Centro Universitário Senac. Pós Graduando em Educação Especial e Inovação Tecnológica (CECIERJ _UFRRJ) e Pós Graduando em Educação Tecnológica (Instituto Federal - IF e Centro Paula Souza).Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Administração, atuando principalmente nos seguintes temas: competitividade, capacidade absortiva, stakeholders, bibliometria e engajamento de stakeholders. Orientador de trabalho de conclusão de curso (TCC e Monografia) dos cursos de MBA em Gestão de Projetos, MBA em Transformação Digital, MBA em Engenharia da Produção e MBA em Produtividade da Universidade de São Paulo (USP).

Thiago de Luca Santana Ribeiro, Faculdade de Tecnologia de São Paulo - Bragança Paulista

Doutor em Administração pela Universidade Nove de Julho (2022). Mestre em Administração pela Universidade Nove de julho (2018). Especialista em Logística e Supply Chain (MBA) pela Faculdade Metropolitana Unidada (2016). Graduado em Administração pela Faculdade São Sebastião (2014). Atualmente é professor permanente de Gestão e Negócios da Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (FATEC) e consultor de dados e Business Intelligence da empresa Mkt4edu. É autor do livro "Administração sob a Ótica dos concursos" (2016).É pesquisador com dezenas de artigos publicados em congressos e periódicos nacionais e internacionais, tendo como foco principal de pesquisa a Cocriação de Valor. Suas pesquisas são publicados nos campos da Gestão, Negócios, Logistica e Turismo. É revisor dos periódicos: The Botton Line; Future Studies Research Journal; International Journal of Innovation; REMARK - Revista BRasileira de Marketing; RBTUR - Revista BRasileira de Pesquisa em Turismo; Revista Ibero-Americana de Estratégia, PODIUM: Sport, Leisure and Tourism Review, Revista de Governança Corporativa; Revista da Micro e Pequena Empresa; e Revista Ciências Administrativas. Tambem é revisor dos congressos: ENANPAD; 3ES; SEMEAD; SINGEP e FATECLOG.

Referências

Abhilash Abhilash, Sandeep S Shenoy & Dasharathraj K Shetty (2023) Overview of Corporate Governance Research in India: A Bibliometric Analysis, Cogent Business & Management, 10:1, DOI: 10.1080/23311975.2023.2182361

Al Maeeni, F., Ellili, N. O. D., & Nobanee, H. (2022). Impact of corporate governance on corporate social responsibility disclosure of the UAE listed banks. Journal of Financial Reporting and Accounting. https://doi.org/10.1108/JFRA-11-2021-0424

Almaqtari, F. A., Hashid, A., Farhan, N. H. S., Tabash I, M., & Al-andal, W. M. (2022). An empirical examination of the impact of country-level corporate governance on profitability of Indian banks. INTERNATIONAL JOURNAL OF FINANCE & ECONOMICS, 27(2), 1912–1932. https://doi.org/10.1002/ijfe.2250

Andvig, J. C., Fjeldstad, O. H., Amundsen, I., Sissener, T., & Søreide, T. (2000). Research on corruption: A policy oriented survey. Commissioned by NORAD, Final Report, December, Oslo.

Benckendorff, P., & Zehrer, A. (2013). A network analysis of tourism research. Annals of Tourism Research, 43, 121-149. https://doi.org/10.1016/j.annals.2013.04.005

Buchanan, B. G., Le, Q. V, & Rishi, M. (2012). Foreign direct investment and institutional quality: Some empirical evidence. INTERNATIONAL REVIEW OF FINANCIAL ANALYSIS, 21, 81–89. https://doi.org/10.1016/j.irfa.2011.10.001

Buhalis, D., & Leung, R. (2018). Smart hospitality—Interconnectivity and interoperability towards an ecosystem. International Journal of Hospitality Management, 71, 41–50. https://doi.org/10.1016/j.ijhm.2017.11.011

Chalmers, D., Davies, G., & Monti, G. (2019). European union law. Cambridge university press.

Cobo, M. J., López‐Herrera, A. G., Herrera‐Viedma, E., & Herrera, F. (2011). Science mapping Software tools: Review, analysis, and cooperative study among tools. Journal of the American Society for information Science and Technology, 62(7), 1382-402. https://doi.org/10.1002/asi.21525

Donadelli, M., Fasan, M., & Magnanelli, B. S. (2014). The agency problem, financial performance and corruption: Country, industry and firm level perspectives. European Management Review, 11(3-4), 259-272.

Donthu, N., Kumar, S., Pandey, N., Pandey, N., & Mishra, A. (2021). Mapping the electronic word-of-mouth (eWOM) research: A systematic review and bibliometric analysis. Journal of Business Research, 135, 758-773.

Estrin, S., & Prevezer, M. (2011). The role of informal institutions in corporate governance: Brazil, Russia, India, and China compared. ASIA PACIFIC JOURNAL OF MANAGEMENT, 28(1), 41–67. https://doi.org/10.1007/s10490-010-9229-1

García‐Meca, E., & Sánchez‐Ballesta, J. P. (2009). Corporate governance and earnings management: A meta‐analysis. Corporate governance: an international review, 17(5), 594-610.

Graf Lambsdorff, J., & Frank, B. (2007). Corrupt reciprocity: An experiment (Vol. 51, No. 07). Passauer Diskussionspapiere-Volkswirtschaftliche Reihe.

Hanousek, J., Shamshur, A., & Tresl, J. (2019). Firm efficiency, foreign ownership and CEO gender in corrupt environments. Journal of Corporate Finance, 59, 344-360.

Hossain, A. T., Kryzanowski, L., & Ma, X. B. (2020). US political corruption and loan pricing. Journal of Financial Research, 43(3), 459-489.

Kalyvas, A. N., & Mamatzakis, E. (2014). Does business regulation matter for banks in the European Union? JOURNAL OF INTERNATIONAL FINANCIAL MARKETS INSTITUTIONS & MONEY, 32, 278–324. https://doi.org/10.1016/j.intfin.2014.06.007

Magerakis, E., & Tzelepis, D. (2023). Corruption, cash holdings and firm performance: empirical evidence from an emerging market. JOURNAL OF APPLIED ACCOUNTING RESEARCH, 24(3), 483–507. https://doi.org/10.1108/JAAR-11-2021-0310

Ramos‐Rodríguez, A. R., & Ruíz‐Navarro, J. (2004). Changes in the intellectual structure of strategic management research: A bibliometric study of the Strategic Management Journal, 1980–2000. Strategic management journal, 25(10), 981-1004.

Rajab, B., & Handley-Schachler, M. (2009). Corporate risk disclosure by UK firms: trends and determinants. World Review of Entrepreneurship, Management and Sustainable Development, 5(3), 224-243.

Sutherland, E. (2012). Corruption and Corporate Governance in India: Satyam, Spectrum & Sundaram. TELECOMMUNICATIONS POLICY, 36(8), 685–686. https://doi.org/10.1016/j.telpol.2011.11.004

Tunger, D., & Eulerich, M. (2018). Bibliometric analysis of corporate governance research in German-speaking countries: applying bibliometrics to business research using a custom-made database. Scientometrics, 117, 2041-2059.

Vu, H. Van, Tran, T. Q., Nguyen, T. Van, & Lim, S. (2018). Corruption, Types of Corruption and Firm Financial Performance: New Evidence from a Transitional Economy. JOURNAL OF BUSINESS ETHICS, 148(4), 847–858. https://doi.org/10.1007/s10551-016-3016-y

Wu, X. (2005). Corporate governance and corruption: A cross-country analysis. GOVERNANCE-AN INTERNATIONAL JOURNAL OF POLICY ADMINISTRATION AND INSTITUTIONS, 18(2), 151–170. https://doi.org/10.1111/j.1468-0491.2005.00271.x

Wu, X. (2009). Determinants of Bribery in Asian Firms: Evidence from the World Business Environment Survey. JOURNAL OF BUSINESS ETHICS, 87(1), 75–88. https://doi.org/10.1007/s10551-008-9871-4

Zheng, C., & Kouwenberg, R. (2019). A bibliometric review of global research on corporate governance and board attributes. Sustainability, 11(12), 3428.

Zupic, I., & Čater, T. (2015). Bibliometric methods in management and organization. Organizational research methods, 18(3), 429-472.

Downloads

Publicado

2024-02-05

Como Citar

Lima, A. A., & Ribeiro, T. de L. S. (2024). Mapeamento do Surgimento da Temática Corrupção na Área de Governança Corporativa: Uma Revisão Bibliométrica da Literatura. RGC - Revista De Governança Corporativa, 11(00), e0143. https://doi.org/10.21434/IberoamericanJCG.v11i00.143

Edição

Seção

Artigos